Bahia detecta mais 63 amostras da variante Delta.

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) divulgou neste sábado (09), a detecção por meio de sequenciamento genético de mais 63 amostras da variante Delta da Covid-19, no estado. Com estes novos registros, a Bahia tem ao todo 135 casos da variante, com dois óbitos. Estes novos casos foram identificados em pacientes residentes … Leia Mais


Decreto atualiza medidas de prevenção ao coronavírus na Bahia

O Governo do Estado publicou, no Diário Oficial deste sábado (9), o decreto nº 20.780, que atualiza as medidas de prevenção à covid-19 na Bahia. A publicação mantém autorizados os eventos e as atividades com a presença de até 1,2 mil pessoas, incluindo aqueles com venda de ingressos, e detalha os requisitos para a realização … Leia Mais





Investimentos de R$ 68 milhões no Hospital Roberto Santos avançam com mais uma UTI reformada


Mais uma etapa de um total de R$ 68 milhões que estão sendo investidos na requalificação do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, foi entregue nesta quarta-feira (6), pelo governador Rui Costa, acompanhado da secretária da Saúde em exercício, Tereza Paim. Os pacientes agora contam com 42 leitos de Terapia Intensiva (UTI) aparelhados com equipamentos novos, em uma estrutura totalmente reformada. Outras alas do hospital também passaram ou estão passando por reformas, como a emergência e o Centro de Hemorragia Digestiva. Foi reformada ainda a UTI Cardiológica, que recebeu equipamentos novos e já está pronta para atender os baianos.

“O Roberto Santos, maior hospital do Nordeste do Brasil, está passando por um investimento grande, que totaliza R$ 68 milhões. Isso equivale ao valor de muitos hospitais novos construídos recentemente pelo Brasil afora”, afirmou Rui. “Temos investimentos na Bahia inteira. Nas próximas semanas, vamos entregar duas policlínicas regionais em Salvador, uma em Narandiba e outra em Escada. Em novembro, iniciaremos o Hospital do Extremo Sul da Bahia, na cidade de Teixeira de Freitas, um investimento de quase R$ 200 milhões, a licitação está em fase de conclusão, e também o Hospital de Ortopedia, que será o maior hospital ortopédico do Brasil. Essas obras vão iniciar agora no fim de novembro, consolidando o maior investimento do Brasil em saúde pública”, acrescentou.

Segundo Tereza Paim, esses 42 leitos de UTI vão receber pacientes vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC). “O paciente neurológico, aquele que tem o derrame cerebral, que a gente chama de acidente vascular cerebral, será avaliado clinicamente, monitorado na UTI, e serão feitas intervenções como a trombólise. Ou seja, aqui se faz com que a circulação retorne mais rapidamente e o paciente tenha uma qualidade de vida. Basicamente, é qualidade em saúde ofertada para o paciente”.

O diretor-geral do HGRS, Adil Duarte, destacou a integração entre as alas que estão sendo recuperadas. “Muitos dos pacientes que são atendidos na área da emergência precisam da UTI cardiológica ou da UTI neurológica clínica. O Serviço de Hemorragia Digestiva faz toda a parte de endoscopia, de colonoscopia e de procedimentos nas vias biliares. Então, as obras estão sendo feitas e entregues em partes mas, no fim, todas elas se integram. Tudo isso é muito importante para o paciente do SUS, que vai ter serviços mais bem qualificados para o seu atendimento”.

Volume de investimentos

Na ocasião, Rui ressaltou que “nenhum estado brasileiro está fazendo o volume de investimento que a Bahia realizou e está realizando. É preciso se destacar que quando eu passei no corredor, um trabalhador da construção civil me disse que as obras não podem parar, pois as pessoas precisam de emprego”.

O governador lembrou que as obras em saúde geram empregos durante a construção e também depois de prontas. “Aqui no Roberto Santos trabalham mais de seis mil pessoas. Então, investir na saúde significa gerar emprego em todas as fases”.

Fonte: Secom


os últimos sete dias, 97% dos municípios baianos não registraram óbito por Covid-19


Nos últimos sete dias, 97% dos municípios baianos não tiveram registro de óbito por Covid-19, considerando a data de ocorrência. A secretária da Saúde do Estado em exercício, Tereza Paim, atribui o fato principalmente ao avanço da vacinação no Estado. “Este é um reflexo do aumento da cobertura da imunização contra a Covid-19. Quanto mais avançarmos, mais reduziremos a possibilidade de contágio e, consequentemente, o surgimento de novos casos e óbitos”, ressalta Tereza Paim. Ainda segundo a Secretária, medidas como uso de máscara e distanciamento social também contribuem para a redução do número de óbitos diários.

Dos 417 municípios baianos, 404 não tiveram óbito por Covid-19 nos últimos 7 dias, considerando a data de ocorrência. A secretária da Saúde do Estado em exercício, Tereza Paim, atribui o fato principalmente ao avanço da vacinação no Estado. “Este é um reflexo do aumento da cobertura da imunização contra a Covid-19. Quanto mais avançarmos, mais reduziremos a possibilidade de contágio e, consequentemente, o surgimento de novos casos e óbitos”, ressalta Tereza Paim. Ainda segundo a Secretária, medidas como uso de máscara e distanciamento social também contribuem para a redução do número de óbitos diários.

O boletim epidemiológico quarta-feira (6) registra 10 óbitos. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 282 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,02%) e 268 recuperados (+0,02%). Dos 1.236.004 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.206.602 já são considerados recuperados, 2.506 encontram-se ativos e 26.896 tiveram óbito confirmado.

Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.548.926 casos descartados e 239.923 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia, 52.092 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 10.208.200 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 80,17% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.


Bahia registra 571 novos casos de Covid-19 e mais 7 óbitos pela doença


Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 571 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 545 recuperados (+0,05%). O boletim epidemiológico desta sexta-feira (1) também registra 7 óbitos. Dos 1.234.370 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.204.916 já são considerados recuperados, 2.588 encontram-se ativos e 26.866 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.543.639 casos descartados e 239.440 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira. Na Bahia, 52.064 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação
Com 10.079.608 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 79,1% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.


Novo lote com 178 mil doses de vacina contra Covid-19 chega à Bahia



A Bahia recebeu, na tarde desta sexta-feira (1º), um novo lote de vacina contra a Covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), a remessa contém 178.275 doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca e desembarcou no Aeroporto de Salvador para ser distribuída aos municípios.

Além da carga recebida nesta sexta, o estado prevê o recebimento de mais 204.750 doses da vacina da Pfizer na manhã deste sábado (2), às 9h35. M1


Governo da Bahia ofertará mais de 14 mil mamografias no Outubro Rosa



Ao completar 10 anos de ações itinerantes de conscientização, detecção precoce e tratamento do câncer de mama, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) ofertará mais de 14 mil exames de mamografia na capital e interior, a partir de 4 de outubro, como parte da campanha do “Outubro Rosa”. Na última década foram realizadas mais de 800 mil mamografias bilaterais e 62 mil ultrassonografias em mulheres residentes nos 417 municípios baianos.

Os exames serão realizados em mulheres de 40 a 69 anos, com horário previamente agendado pela internet, a fim de evitar filas e aglomerações no atendimento. Na capital baiana, as mamografias serão ofertadas em unidades móveis e no Centro Estadual de Oncologia (Cican). Já no interior, as 21 Policlínicas Regionais de Saúde ofertarão os exames, no entanto, o agendamento ocorre nos postos de saúde ou nas Secretarias Municipais de Saúde.

Estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que em 2021 serão detectados 66.280 novos casos de câncer de mama no país. Segundo a secretária da Saúde do Estado em exercício, Tereza Paim, “a principal causa de morte por câncer entre mulheres se dá pelo câncer de mama e o diagnóstico precoce pode levar à cura em 90% dos casos. Além disso, quando precocemente descoberto pode-se evitar o procedimento cirúrgico de retirar a mama por completo ou ainda evitar procedimentos complementares como quimioterapia ou radioterapia, aumentando a sobrevida dessas pacientes e reduzindo a morbidade”.

Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia da rede de atendimento da Sesab.

Câncer de mama

De acordo com informação do Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor. Há vários tipos de câncer de mama, por isso a doença pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente. Esses comportamentos distintos se devem a características próprias de cada tumor.

Múltiplos fatores estão envolvidos na etiologia do câncer de mama, como explicam os especialistas do Inca, entre eles estão: idade da primeira menstruação (menor do que 12 anos); menopausa após os 55 anos; mulheres que nunca engravidaram ou nunca tiveram filhos (nuliparidade); primeira gravidez após os 30 anos; uso de alguns anticoncepcionais e terapia de reposição hormonal (TRH) na menopausa, especialmente se por tempo prolongado; exposição à radiação ionizante; consumo de bebidas alcoólicas; dietas hipercalóricas; sedentarismo e predisposição genética.

Atualmente os médicos recomendam a identificação da doença em estágios iniciais por intermédio das estratégias de detecção precoce, pautadas nas ações de rastreamento e diagnóstico precoce. A mamografia bienal para as mulheres na faixa etária estabelecida é a estratégia de rastreio indicada, enquanto o diagnóstico precoce é formado pelo tripé: população alerta para os sinais e sintomas suspeitos; profissionais de saúde capacitados para avaliar os casos suspeitos; e sistemas e serviços de saúde preparados para garantir a confirmação diagnóstica oportuna e com qualidade.

O tratamento do câncer de mama depende da fase em que a doença se encontra e do tipo do tumor. Pode incluir cirurgia, radioterapia, quimioterapia, hormonioterapia e terapia biológica (terapia alvo). Quando a doença é diagnosticada no início, o tratamento tem maior potencial curativo. No caso de a doença já possuir metástases (quando o câncer se espalhou para outros órgãos), o tratamento busca prolongar a sobrevida e melhorar a qualidade de vida.

Atendimento

Para ser atendida, a mulher deve agendar o exame através do site www.saude.ba.gov.br. No dia marcado deve-se apresentar um documento de identidade com foto, cartão do SUS e um comprovante de endereço no município. O programa tem como diferencial o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares para o diagnóstico e o encaminhamento ao tratamento, visando a integralidade do atendimento. Esse ano, as unidades móveis devem realizar, pelo menos, 140 mamografias por dia.

As unidades móveis ficarão estacionadas nos seguintes locais: UNEB, no Cabula (de 4 de outubro a 13 de novembro); Mansão do Caminho, em São Marcos (de 4 de outubro a 13 de novembro); Departamento de Saúde da Polícia Militar, Avenida Dendezeiros (de 4 a 30 de outubro); Salvador Norte Shopping, São Cristóvão (de 4 a 16 de outubro); 41º Companhia da Polícia Militar, Federação (de 18 a 20 de outubro); Lar Harmonia, Piatã (de 21 a 23 de outubro); sede da Sesab, Centro Administrativo, (de 25 a 27 de outubro),  UPA de São Caetano, em São Caetano (de 3 a 13 de novembro), e Organização do Auxílio Fraterno, Queimadinho, Liberdade (de 3 a 6 de novembro).

Vale ressaltar que ao longo da programação do Outubro Rosa pode ocorrer alguma alteração nos locais de atendimento e essas alterações serão divulgadas oportunamente.

Hospital da Mulher

Aliando-se às ações do Outubro Rosa, o Hospital da Mulher terá uma programação especial, que será iniciada no dia 4 de outubro, com a realização de punções mamárias (biópsias) para pacientes, em articulação com as Policlínicas, visando reduzir o tempo do diagnóstico e tratamento para as pacientes. Durante todo o mês de outubro serão realizadas cirurgias de reconstrução mamárias para pacientes oncológicas da unidade.

Também durante todo o mês de outubro serão realizadas palestras de conscientização sobre o câncer de mama, voltadas para colaboradores  e pacientes do hospital. Na segunda quinzena de outubro serão entregues perucas do projeto “Fio Solidário”, em parceria com o “Tantinho de Esperança”, para pacientes oncológicas da unidade hospitalar.


Logística de distribuição do Estado garante vacina nas nove macrorregiões da Bahia


A vacinação contra a Covid-19 avança na Bahia, que já está aplicando a terceira dose em idosos. O percentual de vacinação completa (1ª e 2ª doses) é de 47,5% em todo o estado. A maior parte das nove macrorregiões tem acompanhado esse número. O Centro-Norte ocupa o primeiro lugar, com 53,9% de pessoas vacinadas. Já o Extremo Sul é a macrorregião com menor percentual de vacinação completa: 39,6%.
De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), a macrorregião Leste possui o segundo maior percentual, com 49,1% da população vacinada; seguida pelo Sudoeste, com 48,1%; Norte, com 47,3%; Sul, com 46,8%; Oeste, com 46,7%; Centro-Leste, com 46,1%; e Nordeste, com 42,8%.
O Governo do Estado tem trabalhado com uma logística que garante a entrega dos imunizantes em menos de 12 horas, aos 417 municípios baianos. Cada cidade recebe as vacinas de acordo com o número de população, usando como base os dados do IBGE de 2020. Ao receber a quantidade necessária para a sua realidade, o município aplica as doses e informa à Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado, que acompanha, monitora a velocidade de vacinação e a capacidade que o município tem em vacinar. A Sesab divulga as informações detalhadas por cidade e região, assim como a soma de toda a Bahia, em bi.saude.ba.gov.br/vacinacao.
De acordo com a diretora de Vigilância Epidemiológica do Estado, Márcia São Pedro, as diferenças no percentual de cobertura vacinal por região não são significativas, uma vez que se aproximam do número de vacinados em toda a Bahia, e podem ser explicadas pelo intervalo entre uma dose e outra. O que deve ser levado em consideração é a especificidade de cada região, além do comportamento e da aceitação da vacina pela população.
“As orientações dadas aos municípios são de que precisam vacinar aos sábados, domingos, feriados, e que é necessário estender o horário de vacinação. Também devem realizar busca ativa dos acamados, idosos, moradores da zona rural, pois isso pode incidir na demora da notificação dos imunizados”, explica a diretora.
Ainda sobre os fatores que interferem no percentual de imunização de cada região, Márcia destaca a responsabilidade de cada individuo de se proteger e proteger o outro. “Há uma responsabilidade dos munícipes em ficar atento ao seu cartão de vacinação para que, após tomar a primeira dose, ele retorne para a realização do ciclo completo de imunização com a segunda dose. Somente assim vamos conseguir bloquear a transmissão do coronavírus, inclusive neste momento de circulação da variante Delta, que tem o poder de transmissão muito maior do que as outras, afinal ela é capaz de transmitir para outras cinco ou seis pessoas”.

Foto: Fernando Vivas/GOVBA


Em mais uma etapa Prefeitura realiza moldagem e entrega de Próteses Dentárias.


A prefeitura de Filadélfia através da Secretaria Municipal de Saúde realizou, nesta sexta-feira dia 24 a moldagem e entrega de próteses dentárias aos morados do município. A ação aconteceu no Posto de Saúde Joaquim José dos Santos. A entrega foi realizada pelo secretário de saúde Odejones Barbosa e do Coordenador da Atenção Básica Samuel.

O serviço contemplou cerca de 68 próteses. De acordo com o A Drª Glória Menezes, o objetivo das próteses dentárias é devolver a função mastigatória, o sorriso e a estética facial, o que impactam significativamente na autoestima pessoal e na qualidade de vida dessas pessoas.

O interessado deve procurar inicialmente o profissional dentista de sua unidade básica de Saúde para uma avaliação prévia, a fim de identificar eventuais problemas que interfiram no desenvolvimento da prótese. Após essa avaliação, o dentista encaminhará o paciente para o serviço de acordo com a disponibilidade de vagas.

Ao estrear o novo sorriso, Seu Noedson residente em Poço d’Água, agradeceu a equipe responsável em transformar a estética do seu rosto. “Agora eu vou sorrir à toa. Ficou muito bom, eu só posso agradecer pelo trabalho de todo mundo aqui”.

O processo é subdividido em etapas com os devidos procedimentos para realização dos moldes, adequação e instalação das próteses. Na primeira etapa, é realizada a moldagem, na segunda é a prova em cera, na terceira etapa é a prova dos dentes, e a última é a entrega e finalização da prótese, dependendo do desempenho e necessidade do paciente.

“A Prefeitura Municipal de Filadélfia, através do Prefeito Louro Maia, realiza mais esta etapa de próteses dentarias que tem por finalidade beneficiar quem necessita do serviço, melhorando significativamente a mastigação, a fala e o convívio com as pessoas” Disse o Secretário Odjonnes Barbosa

Filadélfia em Notícias


Secretaria de Saúde de Filadélfia, convoca idosos com 60 anos ou mais, para aplicação da 3ª dose da vacina contra a covid-19


A Secretaria de Saúde de Filadélfia está convocando idosos, com 60 anos ou mais, para aplicação da 3ª dose da vacina contra a covid-19, mas só podem tomar o reforço os idosos que tenham tomado a segunda dose há no mínimo seis meses.

A imunização está ocorrendo das 08h às 12h e das 14h às 16h, de segunda a sexta-feira, na Vigilância Epidemiológica – Viep, localizada ao lado da Rodoviária.

É necessário levar documento com foto, CPF, cartão de vacina comprovando a 2ª dose, cartão do SUS e comprovante de residência.

Secretaria de Saúde

Ascom: Prefeitura de Filadélfia


Rui inaugura policlínica em Serrinha, e Bahia alcança 94% de cobertura em exames



A cobertura proporcionada pelas policlínicas regionais de saúde se aproxima de 94% da população baiana com a unidade de Serrinha, entregue pelo governador Rui Costa, acompanhado pela secretária estadual da Saúde em exercício, Tereza Paim, nesta segunda-feira (13). A 21ª policlínica inaugurada pelo Governo do Estado recebeu um investimento superior a R$ 29,1 milhões, entre obras, equipamentos e veículos, e atende 500 mil habitantes de 14 municípios da região centro-leste da Bahia. Ao todo, 391 dos 417 municípios baianos já têm acesso a policlínicas, que realizam gratuitamente os exames solicitados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Em Serrinha, Rui afirmou que outros pequenos procedimentos cirúrgicos devem ser incluídos entre os serviços oferecidos pelas policlínicas. “Nós estamos zerando a fila de tomografia, de ressonância e de outros exames onde nós implantamos as policlínicas e vamos aumentando a eficiência da nossa gestão. Agora nós estamos contratando alguns procedimentos para fazer na própria policlínica. Além do diagnóstico na oftalmologia, por exemplo, como a policlínica está habilitada para pequenas intervenções, nós vamos contratar o serviço para fazer os procedimentos na própria policlínica, inclusive de catarata, para não precisar remeter o paciente para outro lugar. Então, nós vamos introduzir alguns procedimentos que podem ser feitos na própria policlínica, já que estamos com a rede montada”, disse.
As policlínicas são construídas e equipadas com recursos estaduais. Durante a operação da unidade, o Estado participa com 40% do custeio e os outros 60% são financiados pelos municípios consorciados, de acordo com a sua população. O Consórcio Público Interfederativo de Saúde da Região de Serrinha reúne os municípios de Araci, Barrocas, Biritinga, Conceição do Coité, Euclides da Cunha, Lamarão, Monte Santo, Quijingue, Retirolândia, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia e Valente.
Na ocasião, Rui também entregou um caminhão-pipa e uma máquina rolo compactador, nos quais foram investidos R$ 619 mil, para o Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território do Sisal.
Resolutividade
A policlínica em Serrinha oferece consultas especializadas em angiologia, cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, neurologia, otorrinolaringologia, oftalmologia, urologia, pequenos procedimentos cirúrgicos, ginecologia, pneumologia, dermatologia, reumatologia, anestesia, fisioterapia e ortopedia. As especialidades não médicas são farmácia clínica, enfermagem, psicólogo e nutricionista e exames de mapa, holter, ecocardiograma, ergometria, eletrocardiograma, eletroencefalograma, endoscopia digestiva, ultrassonografia doppler, raio-x e tomografia.
“É um equipamento muito importante para a região do Sisal. Também é muito importante que a população procure a atenção primária do seu município e, a partir daí, ela vem com a consulta marcada, agendada, com transporte, toda segurança e agilidade nas consultas e resolutividade das suas doenças. Há sala do pé diabético, um tomógrafo, ressonância, mamografia, exame de raio-x e uma complexidade de médicos especialistas para atender a eco, oftalmologia, ultrassonografia e todos os exames”, explicou Tereza Paim.
Para levar os pacientes de seus municípios até a policlínica, o Governo do Estado adquiriu sete micro-ônibus com ar-condicionado e acessibilidade e quatro vans, que fazem o transporte diariamente.
Emprego e renda
Não é somente na saúde que as policlínicas beneficiam a população. A unidade em Serrinha emprega 84 empregos diretos. Entre eles, a assistente administrativa Rosiane Mota de Moura, 34 anos, não precisa mais viajar 40 minutos todos os dias, nos trajetos de ida e volta do trabalho. “Eu trabalhava nas cidades de Araci e Tucano, na área da educação. Para mim, foi uma benção abrir essa policlínica porque eu não vou precisar mais ficar me deslocando de uma cidade para outra. Então, é uma oportunidade muito boa”.
Dentre as especialidades médicas, destaque para as áreas de oftalmologia, ortopedia, cardiologia, endocrinologia, ginecologia e obstetrícia, otorrinolaringologia e radiologia. A policlínica conta também com enfermeiros, farmacêutico, nutricionista, ouvidor, psicólogo e assistente social.
A comerciante Nilda Oliveira de Araújo, 32 anos, trabalha com a mãe e uma filha em uma barraca de lanches, em frente à policlínica. Ela comemora a inauguração duas vezes: uma pela facilidade de fazer exames pelo SUS e outra pelo movimento que o equipamento vai proporcionar. “Já tive que fazer exames do SUS, que é um grande órgão, mas as filas são imensas. Esperamos, com essa policlínica, que isso acabe. Estou muito feliz de estar aqui, com meu empreendimento também que, com certeza, com essa policlínica, vai melhorar muito”.
Descentralização da saúde
Em Serrinha, o governador destacou ainda o projeto de descentralização da saúde. “Temos o orgulho de dizer que entregaremos mais de 16 hospitais para o estado da Bahia em 16 anos. Se eu considerar os municipais que nós estamos construindo e que vamos entregar até o ano que vem, isso chegará provavelmente ao entorno de 20 unidades. Isso de ter em média um hospital por ano de governo nunca ocorreu na história da Bahia”.
Para finalizar, Rui elencou os hospitais com obras em andamento. “Estamos publicando esta semana a licitação do [hospital] Clériston Andrade, em Feira de Santana. Estamos finalizando este ano o hospital de Itaberaba. Vamos entregar este mês duas maternidades de alta complexidade, uma em Ilhéus e outra em Seabra. Temos ainda outros hospitais a entregar, como o hospital de Luís Eduardo Magalhães, que nós estamos construindo. Vamos iniciar em novembro a construção do novo hospital do extremo sul, em Teixeira de Freitas. Enfim, temos o orgulho de dizer que nunca na história deste estado se investiu tanto em saúde pública”.

Fotos: Fernando Vivas/GOVBA

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia


Bahia registra 439 novos casos de Covid-19 e mais 10 óbitos pela doença.



Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 439 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,04%) e 367 recuperados (+0,03%). O boletim epidemiológico desta sexta-feira (10) também registra 10 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.225.697 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.196.762 já são considerados recuperados, 2.308 encontram-se ativos e 26.627 tiveram óbito confirmado.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.515.169 casos descartados e 231.469 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira. Na Bahia, 51.921 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 9.259.618 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 83,51% da população adulta (18 anos ou mais), estimada em 11.087.169. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.