Coronavírus foi fabricado em laboratório, diz cientista que descobriu HIV

O cientista Luc Montagnier, prêmio Nobel de Medicina em 2008, afirmou em entrevista que o novo coronavírus foi criado em laboratório por pesquisadores chineses. Segundo ele, ao analisar a sequência de RNA do Sars-CoV-2, descobriu sequências justamente do vírus que lhe rendeu reconhecimento. “Isso foi uma surpresa para mim, pois era exatamente o HIV. A … Leia Mais


Bahia registra 41° óbito por Covid-19

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informa que registrou, neste sábado (18), o 41º óbito pelo novo coronavírus (Covid-19) no estado. O óbito foi de um homem de 53 anos, residente em Salvador, sem histórico de comorbidades. Ele estava internado em um hospital privado desde o último dia 7, teve os primeiros … Leia Mais


Bahia registra 1249 casos confirmados de Covid-19

A Bahia registra 1.249 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 12,1% do total de casos notificados. Até o momento, 5.294 casos foram descartados e houve 45 óbitos, registrados nos municípios de Adustina (1); Araci (1); Belmonte (1); Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (2); Ipiaú (1); Itabuna (1); Itagibá (1); Itapé … Leia Mais


Sesab e Osid iniciam transferência de pacientes do Hospital Santo Antônio

Ao longo dos últimos 15 dias, foi verificado um aumento do número de casos diagnosticados de coronavírus (Covid-19) no Hospital Santo Antônio, pertencente às Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), afetando profissionais de saúde e pacientes internados. Considerando a emergência em saúde pública decorrente do novo coronavírus e visando adotar medidas precoces para o controle na … Leia Mais


Bahia registra 39° óbito por Covid-19

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informa que registrou, neste sábado (18), o 39º óbito pelo novo coronavírus (Covid-19) no estado. A morte foi de uma mulher de 79 anos, residente no município de Salvador, com histórico de hipertensão. Ela estava internada em um hospital público na capital baiana desde 15 de … Leia Mais


Bahia tem 1.200 casos confirmados da Covid-19


A Bahia registra 1.200 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 11,69% do total de casos notificados. Até o momento, 5.293 casos foram descartados e houve 39 óbitos, registrados nos municípios de Salvador (19), Lauro de Freitas (5) sendo que um dos óbitos é residente no Rio de Janeiro, Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1), Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (2), Ilhéus (2), Belmonte (1), Vitória da Conquista (1), Feira de Santana (1) e Itapé (1), Juazeiro (1). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas deste sábado (18).

Ao todo, 304 pessoas estão recuperadas e 148 encontram-se internadas, sendo 52 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados estão distribuídos em 91 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,25%). Quanto ao sexo dos casos confirmados, 57,25% foram do sexo feminino. A mediana de idade foi 39 anos, variando de 4 dias a 97 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 29,38% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos e mais (143,27/ 1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa, seguida de 30 a 39 anos (133,82/ 1.000.000 habitantes).

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

De acordo com a Nota Técnica n° 54 (disponível em saude.ba.gov.br/coronavirus), as unidades de saúde devem realizar a coleta de amostras somente quando o caso suspeito de Covid-19 se enquadrar nos critérios abaixo:

1. Pacientes internados com suspeita de COVID-19;
2. Pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG);
3. Profissionais de saúde com síndrome gripal suspeitos de COVID-19, ou contactantes de casos confirmados de COVID-19 mesmo assintomáticos;
4. Pacientes que foram a óbito com suspeita de COVID-19 cuja coleta não pôde ter sido realizada em vida;
5. Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos aeroportos, portos e nas estradas.

Observação: pacientes que não se enquadrem nas situações acima não têm indicação para coleta de amostras.

Definição de caso suspeito de coronavírus (Covid-19):

Definição 1 – Síndrome Gripal (SG): indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, mesmo que relatada, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória.

– Em crianças (menos de 2 anos de idade): considera-se também obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico.

– Em idosos: a febre pode estar ausente. Deve-se considerar também critérios específicos de agravamento como sincope, confusão mental, sonolência excessiva, irritabilidade e inapetência.

Definição 2 – Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG): Síndrome Gripal que apresente: dispneia/desconforto respiratório ou pressão persistente no tórax ou saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente ou coloração azulada dos lábios ou rosto.

– Em crianças: além dos itens anteriores, observar os batimentos de asa de nariz, cianose, tiragem intercostal, desidratação e inapetência.


Policlínicas voltarão a atender de forma progressiva, anuncia governador


O governador Rui Costa decidiu, na sexta-feira (17), que o atendimento nas policlínicas regionais de saúde será retomado de forma “cautelosa e cuidadosa” para que pacientes de toda a Bahia possam dar prosseguimento aos seus tratamentos médicos. A decisão foi tomada durante reunião remota entre representantes dos poderes estaduais.
Além do governador, participaram do encontro virtual o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA). Gesilvaldo Britto; o presidente da Assembleia Legislativa (Alba), Nelson Leal; e a presidente do Ministério Público Estadual (MPBA), Norma Cavalcanti. Durante a reunião, o governador também demonstrou preocupação com a situação financeira do Estado em razão dos recursos que estão sendo investidos no combate ao avanço da covid-19.
A motivação para a reabertura das policlínicas, explicou Rui, são os pedidos feitos por pessoas que tiveram seus tratamentos interrompidos com as férias coletivas dadas aos profissionais das policlínicas, que se encerram em 6 de maio. “São pessoas que precisam saber se estão com câncer ou não, que precisam avaliar seus problemas cardíacos, se têm diabetes”, disse o governador.
Atualmente, a Bahia possui 16 policlínicas regionais, que atendem uma população de cerca de dois milhões de pessoas. “Elas são importantíssimas para salvar vidas humanas”, explicou Rui. De acordo com ele, a reabertura dessas unidades será programada de forma progressiva e seletiva, por região e município, e após o fim das férias coletivas, para evitar que essa atividade interfira de forma negativa na contenção do coronavírus.
“Se nossa meta é preservar vidas, não podemos ignorar os outros problemas de saúde, que não deixaram de acontecer”, acrescentou.

Foto: Paula Fróes/GOVBA


Bahia registra 37º óbito por Covid-19


A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informa que registrou, neste sábado (18), o 37º óbito pelo novo coronavírus (Covid-19) no estado. A morte foi de um homem de 73 anos, residente em Lauro de Freitas, com histórico de hipertensão e hipotireoidismo. Ele estava internado em um hospital particular em Salvador desde 22 de março, vindo a falecer em 16 de abril.


Bahia terá 2.418 leitos de referência para atendimento exclusivo a pacientes com coronavírus


Em todo o estado, uma estrutura com 2.418 leitos de referência para a coronavírus (Covid-19), entre clínicos e UTIs, adultos e pediátricos, está sendo montada para o atendimento de baianos infectados pelo vírus. O município com maior número é Salvador, com 1.399 leitos. “Nós ampliamos muito a nossa rede de atendimento em toda a Bahia, porque precisamos estar preparados para atender as pessoas. O crescimento do número de infectados é muito rápido, acontece de forma exponencial. Quando menos se espera, há uma explosão de casos”, afirmou o governador Rui Costa.
Rui também comentou a chegada de novos equipamentos. “Estamos aguardando que os respiradores que compramos no exterior cheguem no Brasil para reforçar a estrutura que montamos. Nós mudamos a rota de entrega dessas compras para evitar a passagem pelos Estados Unidos e outros países que passam sequestrar esses equipamentos. Temos previsão de chegada já na próxima semana”.
Estrutura
O interior da Bahia dispõe de 1019 leitos de referência para a Covid-19. Lauro de Freitas é o segundo município com mais leitos, totalizando 301 vagas, sendo 91 UTIs. A maior contribuição será do Hospital Metropolitano, cuja abertura será no mês de maio, com 191 leitos. O município de Feira de Santana será o terceiro com o maior número de leitos para coronavírus, totalizando 140 vagas, que estarão distribuídas entre o Hospital da Criança, o Hospital Geral Clériston Andrade e o Hospital Mater Dei.
Vitória da Conquista e Ilhéus terão, respectivamente, 81 e 61 leitos voltados para os pacientes com diagnóstico positivo de Covid-19. Em Vitória da Conquista, o Hospital das Clínicas e o Hospital Geral são as unidades preparadas para receber os pacientes graves. Já em Ilhéus, o Hospital do Cacau e o Hospital de Ilhéus são as unidades de referência e retaguarda. Já em Seabra, o Hospital Regional da Chapada está dedicando 46 leitos, sendo dez UTIs e 36 leitos clínicos. A lista completa de cidades e unidades de referência está disponível no site da Sesab (www.saude.ba.gov.br/coronavirus).
Somam-se à estrutura 285 leitos para atender pacientes de baixa complexidade, que não tenham coronavírus. As unidades localizadas na capital baiana e São Félix são fundamentais para absorver os pacientes dos hospitais gerais. As unidades só receberão pacientes regulados pela Central Estadual de Regulação.
Pronto Atendimento
Já está em funcionamento um total de 53 Unidades Pronto Atendimento (UPAs) voltadas para a classificação, manejo clínico, estabilização do paciente e, caso necessário, regulação para unidades de maior complexidade. Outras 17 estão em processo de estruturação.
Insumos e equipamentos estão sendo enviados para estas localidades: Alagoinhas, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brumado, Caetité, Camacan, Camaçari, Capim Grosso, Conceição do Coité, Cruz das Almas, Dias D’ávila, Esplanada, Euclides da Cunha, Feira de Santana, Gandu, Guanambi, Ilhéus, Ipiaú, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itacaré, Itamaraju, Itapetinga, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Livramento de Nossa Senhora, Luís Eduardo Magalhães, Macaúbas, Maragogipe, Monte Santo, Morro do Chapéu, Paulo Afonso, Poções, Porto Seguro, Prado, Rio Real, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrinha, Simões Filho, Teixeira de Freitas, Tucano e Vitória da Conquista.
EPIs  

Similar ao que ocorre em todo o Brasil, os governos têm se esforçado para garantir a quantidade necessária de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde. Atualmente, o Governo da Bahia possui em estoque 879 mil luvas, mais de 922 mil máscaras cirúrgicas e 300 mil unidades da máscara N95. Além disso, o Governo do Estado adquiriu 32 milhões de luvas, 9 milhões de máscaras cirúrgicas e 1 milhão de máscaras do tipo N95, o que são suficientes para atender a demanda por até seis meses.


Bahia tem 1193 casos confirmados de Covid-19 e 37 óbitos


A Bahia tem 1193 casos confirmados de Covid-19. Deste total, 37 foram a óbito, registrados nos municípios de Salvador (18), Lauro de Freitas (5, sendo que um caso tinha local de residência no Rio de Janeiro), Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1), Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (2), Ilhéus (2), Belmonte (1), Vitória da Conquista (1), Itapé (1) e Juazeiro (1). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 12 horas desse sábado (18).​

Dos casos confirmados, 157 são de profissionais de saúde. Ao todo, 289 pessoas estão recuperadas e, do total de casos confirmados, 148 encontram-se internados, sendo 52 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.​

Um novo boletim com a descrição detalhada do local de ocorrência dos casos será publicado a partir das 17h de hoje.


Bahia tem 1064 casos confirmados de Covid-19


A Bahia registra 1.064 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 10,5% do total de casos notificados. Até o momento, 5.291 casos foram descartados e houve 36 óbitos, registrados nos municípios de Salvador (18), Lauro de Freitas (4), Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1), Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (2), Ilhéus (2), Belmonte (1), Vitória da Conquista (1) e Itapé (1), Juazeiro (1). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas desta sexta-feira (17).

Ao todo, 273 pessoas estão recuperadas e 116 encontram-se internadas, sendo 48 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados estão distribuídos em 87 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (60,34%). Quanto ao sexo dos casos confirmados, 56,69% foram do sexo feminino. A mediana de idade foi 39 anos, variando de 4 dias a 97 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 29,24% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos e mais (139,29/ 1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa, seguida de 30 a 39 anos (131,64/ 1.000.000 habitantes).

Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

De acordo com a Nota Técnica n° 54 (disponível em saude.ba.gov.br/coronavirus), as unidades de saúde devem realizar a coleta de amostras somente quando o caso suspeito de Covid-19 se enquadrar nos critérios abaixo:
1. Pacientes internados com suspeita de COVID-19;
2. Pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG);
3. Profissionais de saúde com síndrome gripal suspeitos de COVID-19, ou contactantes de casos confirmados de COVID-19 mesmo assintomáticos;
4. Pacientes que foram a óbito com suspeita de COVID-19 cuja coleta não pôde ter sido realizada em vida;
5. Pessoas com febre, suspeitas de infecção, triadas nos aeroportos, portos e nas estradas.

Observação: pacientes que não se enquadrem nas situações acima não têm indicação para coleta de amostras.

Definição de caso suspeito de coronavírus (Covid-19)

Definição 1 – Síndrome Gripal (SG): indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, mesmo que relatada, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória.
– Em crianças (menos de 2 anos de idade): considera-se também obstrução nasal, na ausência de outro diagnóstico específico.
– Em idosos: a febre pode estar ausente. Deve-se considerar também critérios específicos de agravamento como sincope, confusão mental, sonolência excessiva, irritabilidade e inapetência.
Definição 2 – Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG): Síndrome Gripal que apresente: dispneia/desconforto respiratório ou pressão persistente no tórax ou saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente ou coloração azulada dos lábios ou rosto.
– Em crianças: além dos itens anteriores, observar os batimentos de asa de nariz, cianose, tiragem intercostal, desidratação e inapetência.


Covid-19: Governadores do Nordeste pedem atuação de formados em Medicina no exterior


Os nove governadores nordestinos solicitam ao Governo Federal a autorização para que os brasileiros formados em Medicina no exterior atuem no país. A solicitação foi enviada nesta sexta-feira (17), em carta assinada pelos representantes dos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, ao Ministério da Saúde. A medida resulta de uma recomendação do Comitê Científico do Consórcio do Nordeste para que seja criada uma Brigada Emergencial de Saúde, com a ampliação do quadro dos profissionais de área, para combate e prevenção ao Coronavírus (Covid-19).
De acordo com o governador da Bahia e presidente do Consórcio do Nordeste, Rui Costa, a estimativa é que haja, pelo menos, 15 mil profissionais nessa situação, aptos a se somar aos médicos já inseridos no atendimento aos pacientes hospitalizados. A proposta é que os médicos formados no exterior atuem sob supervisão e com registro de trabalho provisório.
“Tivemos mais uma reunião dos governadores do Nordeste e desta vez com a participação do Comitê Científico. Foi sugerida uma medida importantíssima que é a autorização provisória para que os brasileiros que fizeram curso de Medicina em vários países do mundo possam atuar aqui no Brasil. São 15 mil médicos e médicas que podem ajudar o país, de imediato, nessa pandemia”, disse o governador baiano.
Rui afirmou ainda que a proposta considera o reduzido número de médicos no Brasil, classificado, em pesquisas internacionais e nacionais, como abaixo do quantitativo adequado e inferior ao disponível em outros países de sistema universal de saúde. Além disso, a carta dos governadores destaca a má distribuição desses profissionais no território nacional, com grande vazio assistencial no Nordeste e no interior dos estados.

A sugestão é que a validação dos diplomas ocorra por meio de programa de complementação curricular e de avaliação na modalidade ensino-serviço, a ser realizado pelas universidades públicas, inclusive as estaduais.

Carta – Consórcio Nordeste


Reitoria da UNEB comunica continuidade da suspensão das atividades acadêmicas e administrativas presenciais


Considerando que a decretação do estado de pandemia demanda o emprego urgente de medidas de prevenção, controle e contenção de riscos, danos e agravos à Saúde Pública, a fim de evitar a disseminação da Covid-19, sobretudo mediante conservação de isolamento social como principal instrumento de combate à disseminação da doença;

Considerando que tais medidas contribuíram para a lentificação do surgimento de novos casos e o consequente achatamento da curva de incidência de infecção pelo Coronavírus;

Considerando que, apesar das medidas tomadas, ainda se observa o aumento de casos de Covid-19, sobretudo no interior do Estado, sendo detectadas ocorrências de infecção em todas as macrorregiões da Bahia, e levando em consideração que a distribuição assimétrica de leitos de UTI, com maior concentração na capital, poderá levar ao agravamento da crise, em caso de aumento do número de pacientes nos demais municípios;

Considerando que grande parte dos jovens infectados permanecem assintomáticos, condição que contribui, ainda que de forma involuntária, para o aumento da transmissibilidade da doença entre aqueles que lhe são próximos;

Considerando que a UNEB é uma instituição multicampi e multiregional, com alta mobilidade dos membros de seus respectivos segmentos;

Considerando que muitos estudantes retornaram às suas localidades de origem, buscando assim maior proximidade em relação aos seus familiares – medida que também faz reduzir os custos de permanência nas cidades em que estudam –, e não poderão retornar às atividades acadêmicas por conta das restrições de deslocamento entre municípios, impostas por força de decretos do Estado;

A Comissão instituída pela portaria 133/2020 recomenda à Reitoria da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), em atenção aos Decretos Nº 19.528, 19.529, 19.549 e 15.586 do Governo do Estado da Bahia, a CONTINUIDADE DA SUSPENSÃO DE TODAS as suas atividades administrativas e acadêmicas presenciais, conforme regulamentado pela Resolução CONSU 1.406/2020, POR MAIS 30 DIAS, a contar da presente data.

Comissão com a finalidade de acompanhar e orientar as condutas institucionais relativas à pandemia do COVID-19, no âmbito da UNEB:
Paulo José Bastos Barbosa
Dayse Lago de Miranda
Ana Gabriela Alvares Travassos
Ana Paula Chancharulo de Morais Pereira
Venetia Durando Braga
Kátia Silene Lopes de Souza Albuquerque
Leandro Santos Coelho de Souza
Daniel de Cerqueira Góes
Danilo Oliveira da Silva
A Reitoria da Universidade do Estado da Bahia concorda com a recomendação da Comissão e comunica a continuidade da suspensão administrativa e acadêmica, e encaminha este documento para apreciação do Conselho Universitário (CONSU).

A reitoria informa ainda que as atividades administrativas continuam sendo realizadas por TRABALHO REMOTO.
José Bites de Carvalho
Reitor da UNEB


Lacen descarta suspeita de coronavírus em paciente que morreu no interior de Senhor do Bonfim


A Secretaria de Saúde de Senhor do Bonfim (Semus) informou na manhã desta sexta-feira (17) que o Laboratório Central da Bahia – Lacen, atestou como negativo para Covid-19, o exame do paciente da localidade de Mulungu, interior do município, que morreu na manhã de quinta-feira.

Ainda na quinta-feira, a Semus emitiu nota esclarecimento após informações que circulavam nas redes sociais, dando conta de que o homem de 48 anos teria morrido com suspeitas do novo coronavírus.

Na ocasião o órgão informou que o paciente havia chegado recentemente de São Paulo, estado com o maior número de casos registrados de Covid-19 e também com o maior índice de mortes no país com a doença. E que por este motivo, material foi coletado e encaminhado ao Lacen.

A secretaria informou ainda que o paciente estava em isolamento domiciliar e monitorado pela Vigilância Epidemiológica por apresentar sintomas gripais.

Ainda de acordo com a Semus, todos os protocolos dos órgãos de saúde foram cumpridos no caso. Na manhã desta sexta, portanto, o Lacen informou que o resultado deu negativo para Covid-19.Fonte: Ivan Silva Noticia


Juazeiro confirma primeira morte pelo novo coronavírus


A Secretaria de Saúde de Juazeiro confirma, nesta sexta-feira (17), o primeiro óbito de um paciente confirmando para o novo coronavírus (Covid-19) na cidade. A pessoa é do sexo masculino, tinha 63 anos e já apresentava algumas comorbidades clínicas.

Juazeiro possui até o momento, 104 notificações para o Covid-19, destes 42 exames já foram descartados para a doença, no entanto outros 56 estão em análise pelo Laboratório Central (LACEN) em Salvador. Para casos positivos da doença são confirmados seis casos, destes, dois já estão recuperados, ou seja, com cura clínica, e agora o primeiro óbito registrado.

Para H1N1 os dados são: 66 notificações, destas 18 casos confirmados, incluindo dois óbitos. Outros 24 exames já foram descartados e 24 estão em investigação.

A secretaria ressalta que permanece testando e monitorando pacientes de acordo com as diretrizes e normas técnicas do Governo do Estado da Bahia e do Ministério da Saúde.

Qualquer dúvida sobre essas doenças a população pode tirar através do WhatsApp (74) 99819- 3089 em horário comercial de segunda a sexta-feira.

Fonte: Espaço Aberto