Em um ano do primeiro caso de Covid-19, Bahia atinge 710.900 casos

No dia em que completa um ano do primeiro caso confirmado de Covid-19 na Bahia, o estado atinge a marca de 710.900 casos da doença. Nas últimas 24h, foram registrados 4.525 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 4.747 recuperados (+0,7%). Desde o início da pandemia, 676.536 já são considerados recuperados, 21.916 encontram-se … Leia Mais



Suspensão do funcionamento de academias é prorrogada até 13 de março

Um novo decreto, que será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (6), prorroga a proibição do funcionamento de academias e estabelecimentos voltados à prática de atividades físicas até 13 de março. A medida vale para toda a Bahia. Segue proibida também até 1° de abril, em todo o estado, a prática de … Leia Mais


UTIs Covid em Senhor do Bonfim chegam a 100% de taxa de ocupação

O Blog Nonato Notícias recebeu informações que em pouco menos de 24 horas a taxa de ocupação, nas UTIs de Senhor do Bonfim chega a 100% dos leitos ocupados. Os leitos estão sendo ocupados por pacientes de várias cidades da região, incluindo Juazeiro. A prefeitura de Senhor do Bonfim, confirmou a ocupação total dos leitos. … Leia Mais


Prorrogadas, até 15 de março, medidas restritivas em Salvador e região metropolitana


Serão prorrogadas as medidas mais restritivas até as 5h do dia 15 de março (segunda-feira), em Salvador e região metropolitana. Desta forma, seguirá sendo permitido apenas o funcionamento das atividades consideradas essenciais.  As medidas estabelecidas serão publicadas no Diário Oficial do Estado online deste domingo (7). Nas demais cidades do interior, as medidas restritivas valerão das 18h do dia 12 de março até as 5h do próximo dia 15. O toque de recolher, das 20h às 5h, permanece mantido em todo o território baiano até 1º de abril.
A restrição da venda de bebidas alcoólicas seguirá valendo, em todo o estado, a partir das 18h de sexta (12), até as 5h de segunda-feira (15), inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery). O funcionamento de restaurantes e bares fica restrito à operação de portas fechadas, na modalidade de entrega em domicílio (delivery), até às 24h, com validade até as 5h do dia 15 de março.
São considerados serviços essenciais as atividades relacionadas à saúde e ao enfrentamento da pandemia, como transporte, serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde, bem como à comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres, à segurança e a atividades de urgência e emergência.
Continuam suspensos, até as 5h do dia 15 de março, os atendimentos presenciais do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), na capital e região metropolitana.
Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer na Bahia, respeitados os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso de máscaras, bem como com capacidade máxima de lotação de 30%.
Transporte
A circulação dos meios de transporte metropolitanos (ônibus e metrô) permanece suspensa das 20h30 às 5h, até 15 de março de 2021.
O sistema aquaviário (ferry boat e lanchinhas) ficará totalmente suspenso das 20h30 de 12 de março até as 5h do dia 15 de março.
Ficam suspensos também na capital e RMS, das 18h de sexta (12) até as 5h do dia 15 de março, as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual não enquadrados como serviços públicos essenciais, devendo ser adotado o regime de trabalho remoto.
Os municípios que integram a região metropolitana são: Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca,  São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz.
Toque de recolher para todo o estado
Segue restrita a circulação noturna de pessoas na rua em todo o estado, das 20h às 5h, até 1º de abril. A exceção é para deslocamentos por motivos de saúde ou que fique comprovada a urgência.
Os estabelecimentos comerciais e de serviços deverão encerrar as suas atividades com até 30 minutos de antecedência, de modo a garantir o deslocamento dos seus funcionários e colaboradores às suas residências.
Os estabelecimentos comerciais que funcionem como restaurantes, bares e congêneres deverão encerrar o atendimento presencial às 18h, permitidos os serviços de entrega em domicílio (delivery) de alimentação até às 24h.
Estão fora do decreto as atividades ligadas ao funcionamento dos terminais rodoviários, metroviários, aquaviários e aeroviários, bem como o deslocamento de funcionários e colaboradores que atuem na operacionalização destes. O mesmo vale para os serviços de limpeza pública e manutenção urbana e os serviços de entrega em domicílio (delivery) de farmácia e medicamentos, além das atividades profissionais de transporte privado de passageiros.
Ficam suspensos, ainda, eventos e atividades, em todo o território do Estado da Bahia, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica no período de 3 de março a 1º de abril.
……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia


Governo anuncia abertura de mais 100 leitos para Covid-19 no Hospital Riverside


O governador Rui Costa anunciou por meio das redes sociais, na tarde desta quinta-feira (4), a abertura de 100 novos leitos clínicos no Hospital Riverside, em Lauro de Freitas, para atender pacientes com diagnóstico da Covid-19. A reativação da unidade é mais um esforço do Governo do Estado para evitar o colapso no sistema de saúde baiano. A gestão da unidade será feita por uma organização social, que já está em fase de contratação, e a expectativa é que a reabertura ocorra no prazo de 15 dias.

Na publicação, o governador ressaltou que a reabertura dos leitos não é a solução para o combate à pandemia. “Determinei a abertura de outros 100 leitos clínicos no antigo Hotel Riverside. O que precisamos lembrar é que abrir leitos de UTI não combate a pandemia. Ajuda a conter os danos. Os trabalhadores da saúde estão no limite, incansáveis na missão de salvar vidas”, publicou Rui.

O antigo hotel funcionou como unidade de retaguarda entre abril e setembro de 2020. Para a reativação, a unidade está passando por serviços de manutenção, como recomposição da rede de gases e cabos internos, revisão hidráulica-sanitária, instalação de condicionadores de ar e limpeza.

O governador ainda lembrou que o Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova voltou a funcionar para pacientes com Covid-19 nesta quinta-feira (4). A unidade tem capacidade para 200 leitos, que serão abertos de forma gradativa nos próximos dias. Também foram abertos 20 leitos de UTI no Hospital Alayde Costa, no Subúrbio Ferroviário, na última quarta-feira (3).

A ampliação do atendimento inclui mais 100 leitos no Hospital Metropolitano, em Lauro de Freitas. A licitação emergencial para definir a organização social que irá gerir a unidade já teve o processo iniciado.


Secretária de Saúde de Ponto Novo Kellyn Duany é eleita coordenadora da Comissão Intergestora Regional ( CIR).


Nesta quarta (03), houve a eleição da CIR – Comissão Intergestora Regional , que conta com a participação dos nove gestores municipais de saúde da região de Senhor do Bonfim, o governo do estado, representado pelo núcleo regional de saúde e dois representantes da Secretaria de Saúde do Estado (SESAB).

O objetivo da CIR, é acompanhar, pactuar e deliberar sobre as políticas públicas da região.

O Coordenador do Núcleo Regional de saúde Pedro Alcântara falou sobre a eleição da CIR, e a importância para a continuidade das ações.

A coordenadora da CIR e Secretária de Saúde de Ponto Novo agradeceu a confiança e falou dos desafios à frente da CIR.


Boletim epidemiológico registra 111 óbitos e mais de 21 mil casos ativos por Covid-19


No dia em que a Bahia atinge mais de 21 mil casos ativos de Covid-19, o Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova começa a funcionar para reforçar a assistência aos pacientes diagnosticados com a doença. Os primeiros pacientes, encaminhados pela Central Estadual de Regulação, chegarão à unidade a partir das 20h desta quinta-feira (04). São pacientes transferidos de UPAs de Salvador.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 5.985 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,9%) e 4.507 recuperados (+0,7%). Dos 700.768 casos confirmados desde o início da pandemia, 667.031 já são considerados recuperados, 21.486 encontram-se ativos e 12.251 tiveram óbito confirmado.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.044.765 casos descartados e 165.597 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira (4). Na Bahia, 43.353 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Hoje foram registradas 111 mortes e o número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 12.251, representando uma letalidade de 1,75%. Dentre os óbitos, 56,35% ocorreram no sexo masculino e 43,65% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,96% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,72%, preta com 14,84%, amarela com 0,56%, indígena com 0,16% e não há informação em 8,77% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,21%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,26%).

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

Vacinação

Com 500.471 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 141.951 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta quinta-feira, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses. O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%.


Governo do Estado anuncia medidas mais restritivas para 22 municípios da região de Guanambi


O Governo do Estado e prefeituras do sudoeste baiano acordaram a ampliação de medidas mais restritivas para frear a disseminação da covid-19 na região. O Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (5) trará um novo decreto que permite apenas o funcionamento dos serviços essenciais, a partir desta sexta-feira (5) até as 5h da próxima quarta-feira (10).
Estarão liberadas as atividades relacionadas à saúde e comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres, além do transporte e do serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde.
São considerados serviços públicos essenciais, cuja prestação não admite interrupção, as atividades relacionadas à segurança pública, saúde, proteção e defesa civil, fiscalização, arrecadação, limpeza pública, manutenção urbana, transporte público, energia, saneamento básico e comunicações.
As medidas valem para os seguintes municípios: Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, Iuiu, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.
Fica proibida a venda de bebida alcoólica em quaisquer estabelecimentos, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery), das 18h de 5 de março até as 5h de 8 de março.
Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer, respeitados os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso de máscaras, bem como com capacidade máxima de lotação de 30%.
Ficam suspensos, no período de 5 de março até as 5h do dia 10 de março, os atendimentos presenciais do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) nos 22 municípios. Também ficam suspensas nesses municípios, de 5 de março até as 5h de 10 de março, as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual não enquadrados como serviços públicos essenciais, devendo ser adotado o regime de trabalho remoto.
Novos leitos

A ampliação da restrição é motivada pelo aumento significativo no número de casos do novo coronavírus na região. Em função deste cenário, o governador Rui Costa afirmou que está em trâmite a contratação para abertura de 10 leitos de Unidade de Terapia intensiva (UTI), para pacientes com covid-19, no novo Hospital de Caetité.

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia


Somente aulas coletivas em academias estão proibidas até 1º de abril na Bahia


O Governo do Estado da Bahia esclarece que as atividades das academias de ginástica estão suspensas até as 5h do dia 8 de março em Salvador e região metropolitana. A medida restritiva consta do decreto 20.260 publicado na edição desta quarta-feira (3), do Diário Oficial do Estado (DOE), com o objetivo de conter a disseminação da Covid-19.
Já as aulas coletivas dentro das academias, a exemplo de aulas de dança, boxe, bike, entre outras, estão suspensas até o dia 1º de abril em todo o estado. Sendo assim, a prática de musculação, atividade realizada de forma individual, poderá voltar a ocorrer já na segunda-feira (8) em Salvador e região metropolitana. O retorno está condicionado a não renovação do decreto, por parte do Governo do Estado e prefeituras.
Confira trecho do decreto:

Art. 7º – “Ficam suspensos, ainda, eventos e atividades, em todo o território do Estado da Bahia, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica no período de 03 de março a 1º de abril”.

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia


Por que continuar prevenindo?


Confira 5 motivos para seguir as medidas de segurança, mesmo após o início da vacinação

O mundo inteiro desejou a vacina contra a Covid-19. Nações diversas compartilharam a esperança de normalizar a rotina com o início da vacinação. Festas foram prometidas, reencontros agendados, viagens voltaram a ser planejadas.

Mas, ainda é preciso “manter os pés no chão”, até que a maior parte da população seja imunizada. A professora da UniFTC, Mestre, Doutora e PhD em Virologia, Andréa Mendonça Gusmão destaca que o fim da pandemia depende não só da vacina, mas da conscientização de todos para seguir a prevenção. “Mesmo com a vacina é necessário usar máscara, higienizar as mãos, manter o distanciamento social, seguir as regras e recomendações para evitar a disseminação do vírus”, disse Andréa.

A médica enfatiza que o SARS – Cov – 2 não desapareceu: “Ele vai ficar em atividade ainda por um período e é importante que toda a população se una pra gente acelerar esse final da pandemia”.

Veja 5 razões para continuar se prevenindo:

1- Oferta

 

A quantidade de vacinas disponíveis ainda não é suficiente para todos. A demanda é vasta! Apesar da produção ser em larga escala, diversos países formam as filas de espera nas farmacêuticas. Acordos com governos estão sendo feitos, mas também é preciso considerar os desafios no armazenamento e na distribuição.

2- Duas doses

Para atingir a eficácia esperada, a maioria das vacinas que estão sendo desenvolvidas exige duas doses. Logo, após tomar a primeira, é necessário esperar um mês para receber a segunda. E mesmo depois, os cuidados devem permanecer!

 

3- Resposta

 

De acordo com pesquisadores, nosso organismo leva pelo menos duas semanas para reagir à vacina, ou seja, “processar” as informações do vírus e começar a combatê-lo, produzindo anticorpos. E, como os estudos são recentes, ainda não se sabe se as vacinas funcionam para todo mundo da mesma forma.

4- Transmissão

O foco das vacinas aprovadas até agora é a redução dos casos graves da doença. No entanto, até o momento, não há testes que comprovem que uma pessoa imunizada não transmitirá o vírus. Existe a expectativa, mas ainda não é possível afirmar! Dessa forma, deve-se levar em conta que aqueles que já foram vacinados, podem se tornar portadores assintomáticos, vetores da Covid-19, se não seguirem as medidas!

5- Duração da Imunidade

 

Outra informação que ainda está sendo estudada é o efeito de proteção a longo prazo das vacinas. Em resumo, quanto tempo dura a imunidade e se há perda dela com o passar do tempo. Os cientistas seguem avaliando as mutações e variantes do vírus.

Todas essas questões reforçam a importância de respeitar as recomendações de biossegurança, pensando no coletivo e agindo com cidadania. As vacinas devem sim ser celebradas, pois representam um avanço no combate às mortes por Covid-19, mas cada um deve fazer sua parte para proteger o todo, até termos uma quantidade significativa de pessoas imunizadas.

Saiba o que mais você pode fazer:  https://blog.uniftc.edu.br/como-posso-ajudar-na-pandemia


Governador anuncia abertura do Hospital Metropolitano para atender pacientes da Covid-19


Na tarde desta terça-feira (2), o governador Rui Costa autorizou a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) a realizar licitação emergencial para a abertura do Hospital Metropolitano, que fica localizado em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A previsão é de que sejam instalados 200 leitos na unidade, sendo 100 leitos clínicos e mais de 100 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes diagnosticados com o novo coronavírus.
Inicialmente, o Hospital Metropolitano irá abrir com 40 leitos de UTI e mais 30 leitos clínicos. A expectativa é de que, após o lançamento da licitação emergencial, que ocorre nos próximos dias, o hospital inicie as atividades no prazo de três semanas.
“De forma excepcional e especial, iremos abrir os leitos do Hospital Metropolitano e estamos lançando mão de todas as alternativas que nós temos. Lembro que isso tudo não será suficiente se não contarmos com a colaboração da população com uso de máscara e manutenção do distanciamento social”, explica o governador.

Além disso, o Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova irá abrir na noite da próxima quinta-feira (4), de forma gradativa.

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia


Itiúba-BA: Confira o Boletim Epidemiológico desta terça-feira (02) com dadosatualizados da Covid-19 .


A Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica divulga o *boletim epidemiológico municipal de 02/03/2021.* Estamos trabalhando para divulgar todas as informações céleres e fidedignas para população.

📲🖥️💻
Informações em nossas redes sociais:

*Instagram*
https://www.instagram.com/itiuba_prefeitura/

*Facebook*
https://www.facebook.com/pmitiuba

*Secretaria Municipal de Saúde*
Saúde em primeiro lugar

*Itiúba Prefeitura*
O povo em primeiro lugar

 

 


Governador prorroga medidas restritivas e toque de recolher na Bahia


Durante reunião com prefeitos da capital e Região Metropolitana de Salvador (RMS), na tarde desta terça-feira (2), o governador Rui Costa acordou a prorrogação das medidas mais restritivas até as 5h da próxima segunda-feira (8), em Salvador e RMS. Desta forma, será permitido apenas o funcionamento das atividades consideradas essenciais. As medidas estabelecidas serão publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (3), que também manterá o toque de recolher, das 20h às 5h, em todo o território baiano, de 3 de março até o dia 1º de abril.
Para o interior do estado, com exceção da RMS, todas as atividades poderão ser retomadas nesta quarta-feira (3), mas com horário de encerramento estabelecido para as 20h e abertura após as 5h.
O decreto ainda estabelece que, das 18h da próxima sexta-feira (5) até as 5h de segunda-feira (8), apenas poderão funcionar serviços essenciais em toda a Bahia. A restrição da venda de bebidas alcoólicas seguirá valendo em todo o estado a partir das 18h de sexta (5) até as 5h de segunda-feira (8), inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery).
São considerados serviços essenciais as atividades relacionadas à saúde e ao enfrentamento da pandemia, como transporte, serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde, bem como à comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres, à segurança e a atividades de urgência e emergência.
Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer na Bahia, respeitados os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso de máscaras, bem como com capacidade máxima de lotação de 30%.
Ficam vedados, até o dia 8 de março, procedimentos cirúrgicos eletivos não urgentes ou emergenciais, nas unidades hospitalares de saúde públicas e privadas do Estado da Bahia.
Salvador e RMS
Até as 5h da manhã do dia 8 de março, é permitido somente o funcionamento dos serviços essenciais em Salvador e RMS, em especial as atividades relacionadas à saúde e comercialização de gêneros alimentícios, o transporte e o serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde.
O funcionamento de restaurantes e bares fica restrito à operação de portas fechadas, na modalidade de entrega em domicílio (delivery), até as 24h, com validade até as 5h do dia 8 de março.
A circulação dos meios de transporte metropolitanos (ônibus e metrô) deverá ser suspensa das 20h30 às 5h, no período 3 de março a 8 de março de 2021. O sistema aquaviário (ferry boat e lanchinhas) ficará totalmente suspenso das 20h30 de 5 de março até as 5h do dia 8 de março.
Ficam suspensos também na capital e RMS, no período de 3 de março até as 5h de 08 de março, as atividades presenciais nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual não enquadrados como serviços públicos essenciais, devendo ser adotado o regime de trabalho remoto.
Os municípios que integram a RMS são: Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz.
Toque de recolher para todo o estado
Segue restrita a circulação noturna de pessoas na rua em todo o estado, das 20h às 5h, até 1º de abril. A exceção é para deslocamentos por motivos de saúde ou que fique comprovada a urgência. Os estabelecimentos comerciais e de serviços deverão encerrar as atividades com até 30 minutos de antecedência, de modo a garantir o deslocamento dos seus funcionários e colaboradores às suas residências.
Os estabelecimentos comerciais que funcionem como restaurantes, bares e congêneres deverão encerrar o atendimento presencial às 18h, permitidos os serviços de entrega em domicílio (delivery) de alimentação até as 24h.
Estão fora do decreto as atividades ligadas ao funcionamento dos terminais rodoviários, metroviários, aquaviários e aeroviários, bem como o deslocamento de funcionários e colaboradores que atuem na operacionalização destes. O mesmo vale para os serviços de limpeza pública e manutenção urbana e os serviços de entrega em domicílio (delivery) de farmácia e medicamentos, além das atividades profissionais de transporte privado de passageiros.

Ficam suspensos ainda eventos e atividades, em todo o território do estado da Bahia, independentemente do número de participantes, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas, tais como: eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em logradouros públicos ou privados, circos, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica no período de 3 de março a 1º de abril.

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia