Bahia registra mais de 5 mil casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 5.025 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 3.932 recuperados (+0,6%). Dos 660.506 casos confirmados desde o início da pandemia, 631.606 já são considerados recuperados e 17.580 encontram-se ativos. Pelo quinto dia consecutivo, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registra o maior … Leia Mais


Filadélfia: Pacientes São encaminhados para tratamento de Glaucoma

A Prefeitura de Filadélfia, através da Secretaria Municipal de Saúde, encaminhou cerca de 80 pacientes que fazem tratamento e acompanhamento contra o glaucoma no município de Filadélfia, o mutirão foi encaminhado para a cidade de Senhos do Bonfim e teve como principal objetivo o diagnóstico, tratamento da doença. “A secretaria de Saúde através do Prefeito … Leia Mais




Covid-19: Saúde, Caldeirão Grande,e Caém ,entra no toque de recolher


A circulação de pessoas nas ruas e o funcionamento de serviços não essenciais passam a ficar restritos em 381 cidades baianas. O decreto nº 20.233, que instituiu o toque de recolher em grande parte da Bahia, foi atualizado pelo Governo do Estado neste domingo (21). A região oeste é a única exceção.

Foram incluídos os municípios de América Dourada, Barra do Mendes, Barro Alto, Caém, Cafarnaum, Caldeirão Grande, Canarana, Capim Grosso, Central, Gentio do Ouro, Ibipeba, Ibititá, Irecê, Itaguaçu da Bahia, Jacobina, João Dourado, Jussara, Lapão, Mairi, Miguel Calmon, Mirangaba, Morro do Chapéu, Mulungu do Morro, Ourolândia, Piritiba, Presidente Dutra, Quixabeira, São Gabriel, São José do Jacuípe, Saúde, Serrolândia, Tapiramutá, Uibaí, Umburanas, Várzea da Roça, Várzea do Poço, Várzea Nova e Xique-Xique.
A restrição na circulação das pessoas compreende o período das 20h às 5h. O atendimento presencial em bares, restaurantes, lojas de conveniência e demais estabelecimentos similares que comercializem bebidas alcóolicas deve ser encerrado às 18h. Apenas o delivery de alimentos fica permitido até as 23h. A medida vale até o dia 28 de fevereiro. Ascom /Gov Bahia

Governo do Estado amplia horário de toque de recolher e inclui novas regiões


O Governo do Estado decidiu ampliar o horário do toque de recolher, em grande parte da Bahia, devido ao aumento da ocupação de leitos UTIs Covid-19, que atingiu a taxa de 80% neste domingo (21). O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, por meio das redes sociais. A restrição na circulação de pessoas nas ruas passa a valer das 20h às 5h e envolve 381 cidades baianas, até o próximo dia 28 de fevereiro. A região oeste é a única exceção.
O atendimento presencial em bares, restaurantes, lojas de conveniência e demais estabelecimentos similares que comercializem bebidas alcóolicas será encerrado às 18h. Apenas o delivery de alimentos fica permitido até as 23h. Já o transporte metropolitano (ônibus, metrô, ferryboat e lanchinhas) pode funcionar até as 20h30.
A atualização do decreto nº 20.233, que instituiu o toque de recolher, será publicada em edição suplementar online do Diário Oficial do Estado (DOE) deste domingo (21). Conforme o decreto, no período das 20h às 5h, é permitido o deslocamento somente para ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos, ou situações em que fique comprovada a urgência.
Não são alcançados pelo decreto os serviços de limpeza pública e manutenção urbana; os serviços delivery de farmácia e medicamentos; e as atividades profissionais de transporte privado de passageiros.
Fiscalização
Aqueles que descumprirem a medida podem ser autuados nos artigos 268 (infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa) e 330 (desobedecer a ordem legal de funcionário público) do Código Penal.
A população pode contribuir com a fiscalização. Denúncias para a Polícia Militar da Bahia (PMBA) devem ser feitas pelo 190 ou (71) 3235-0000, na capital, e pelo 181, no interior do estado. A denúncia é anônima.
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia


Pelo segundo dia consecutivo, Bahia registra maior número de pacientes em UTIs Covid-19


Pelo segundo dia consecutivo, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registra o maior número de pacientes internados em UTIs Covid-19 desde o início da pandemia. São 868 pacientes adultos e pediátricos em estado grave ocupando leitos nas diversas regiões da Bahia. O boletim epidemiológico deste sábado (20) também registra 68 mortes, o maior número desde 25 de agosto de 2020, quando foram contabilizados 70 óbitos. Apesar de terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro das mortes foram realizadas hoje.

Com o objetivo de eliminar as aglomerações noturnas, a Polícia Militar da Bahia garantiu desde ontem (19) o cumprimento do decreto do governador do Estado, Rui Costa, que determina o toque de recolher em 343 cidades baianas por sete dias, de 22h às 5h. A determinação visa provocar uma redução da taxa de crescimento da Covid-19 no estado e seguirá em vigor até o dia 25 de fevereiro.

Nas redes sociais, o governador Rui Costa disse que “se a ocupação de leitos para Covid-19 chegar a 80%, nós vamos ampliar o horário do toque de recolher e restringir atividades de maior risco à disseminação da doença. Não queremos repetir cenas como as de outros estados e estamos trabalhando para conter a Covid-19”, ressaltou o governador.

O chefe do executivo baiano afirmou ainda que “já reabrimos praticamente todos os leitos para a Covid-19 e estamos em processo de mobilização e contratação de uma organização social para reabertura de leitos na Fonte Nova, caso seja preciso. Mas nós não podemos abrir leitos infinitamente! Precisamos frear o avanço da doença. Nós estamos nos precavendo, nos antecipando e constantemente fazendo alertas à sociedade. Não é hora de sair de casa, se não for por necessidade. E se sair, use máscara! A vida humana está em primeiro lugar”, frizou.

As denúncias sobre aglomerações em espaços públicos ou privados serão fundamentais para facilitar o trabalho da polícia. Para isso, a população poderá utilizar os canais de comunicação oficiais através do 190, ou (71) 3235-0000 (para a capital) e no interior do estado por meio do 181. Lembrando que a denúncia é anônima e a viatura mais próxima é acionada para o local.

Boletim epidemiológico

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.100 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 4.051 recuperados (+0,7%). Dos 651.484 casos confirmados desde o início da pandemia, 623.069 já são considerados recuperados e 17.287 encontram-se ativos.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.017.902casos descartados e 150.690 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste sábado (20). Na Bahia, 41.911 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Hoje foram registradas 68 mortes e o número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 11.128, representando uma letalidade de 1,71%. Dentre os óbitos, 56,61% ocorreram no sexo masculino e 43,39% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,14% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,35%, preta com 14,54%, amarela com 0,58%, indígena com 0,15% e não há informação em 9,24% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,52%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,41%)

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

Vacinação

Com 414.224 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 44.855 receberam também a segunda dose, até as 15 horas deste sábado, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses. O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%.


Bahia registra maior número de pacientes em UTIs Covid-19 desde o início da pandemia e ultrapassa 11 mil mortes


Nesta sexta-feira (19), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) registrou o maior número de pacientes internados em UTIs Covid-19 desde o início da pandemia e ultrapassou as 11 mil mortes pela doença. São 866 pacientes adultos e pediátricos em estado grave ocupando leitos nas diversas regiões da Bahia. Anteriormente, o pico tinha sido registrado em 2 de agosto de 2020, onde foi contabilizado 857 internações em UTIs.

Hoje também foram registrados 17.306 casos ativos da doença, o maior deste ano e similar aos contabilizados em julho do ano passado, período de pico da pandemia no estado. A Bahia possui 2.145 leitos exclusivos para pacientes com o diagnóstico do coronavírus, sendo 1.114 de Terapia Intensiva. O número de leitos em funcionamento já é superior ao registrado em 2020.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, destaca que recentemente foram abertos novos leitos nos municípios de Salvador, Barra, Seabra, Camaçari e nas próximas semanas Porto Seguro e Ilhéus contarão com mais leitos. “Se não houver uma rápida redução do número de casos graves, a cada dia nos aproximamos da última reserva técnica que estava sob gestão estadual, que é a reabertura do hospital de Campanha Arena Fonte Nova, em Salvador. Lá tínhamos capacidade para 240 leitos, sendo 100 de terapia intensiva (UTI)”, alerta Vilas-Boas, ao pontuar que a taxa de ocupação de UTIs em toda a Bahia é de 78%.

Com o objetivo de eliminar as aglomerações noturnas, a Polícia Militar da Bahia atua a partir desta sexta-feira para garantir o cumprimento do decreto do governador do Estado, Rui Costa, que determina o toque de recolher em 343 cidades baianas por sete dias, de 22h às 5h. A determinação, que visa provocar uma redução da taxa de crescimento da Covid-19 no estado, seguirá em vigor até o dia 25 de fevereiro.

A circulação de pessoas nas ruas entre 22h e 5h será restrita e os estabelecimentos de serviços não essenciais deverão encerrar as suas atividades até as 21h30. Em Salvador, os transportes públicos funcionarão até as 22h30. A Polícia Militar conduzirá para delegacia aqueles que descumprirem o decreto, e serão autuados pelos crimes previstos de desobediência e contra a saúde pública. A orientação é primeiramente alertar e conduzir quem insistir em permanecer em situação de aglomeração.

Canais para denúncia

As denúncias sobre aglomerações em espaços públicos ou privados serão fundamentais para facilitar o trabalho da polícia. Para isso, a população poderá utilizar os canais de comunicação oficiais através do 190, ou (71) 3235 0000 (para a capital) e no interior do estado por meio do 181. Lembrando que a denúncia é anônima e a viatura mais próxima é acionada para o local.

Boletim epidemiológico

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.140 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 3.056 recuperados (+0,5%). Dos 647.384 casos confirmados desde o início da pandemia, 619.018 já são considerados recuperados e 17.306 encontram-se ativos.

Nesta sexta-feira (19), o boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) sobre a Covid-19 registrou 65 óbitos. Apesar das mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje. Os números tem demonstrado uma tendência de crescimento dos óbitos e de quadros clínicos mais graves, o que tem ampliado a taxa de ocupação nas UTIs.

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 11.060, representando uma letalidade de 1,71%. Dentre os óbitos, 56,58% ocorreram no sexo masculino e 43,42% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,18% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,33%, preta com 14,48%, amarela com 0,59%, indígena com 0,15% e não há informação em 9,26% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,54%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,38%).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.015.555 casos descartados e 149.452 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (19). Na Bahia, 41.789 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 405.862 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 37.547 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta sexta, a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses. O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%.


Itiúba-BA: Nenhum novo caso de Covid-19 foi detectado nas últimas 24h. Município possui 10 casos ativos.


Boletim epidemiológico municipal divulgado pela Secretaria Municipal de Saude do município de Itiúba e Assessoria de Comunicação nesta quinta-feira  (18), mostra que nenhum novo caso de Covid-19 foi detectado no município nas últimas 24horas. Atualmente a cidade de Itiuba contabiliza 953 casos de pessoas que tiveram ou tem o vírus, os recuperados somam 921, até o momento na cidade já ocorreram 22 óbitos que tem como causa o novo coronavírus, atualmente no município tem 10 casos ativos na cidade, e tem ainda 10 casos suspeitos além de 22 pessoas monitoradas. No município não tem nenhum paciente internado apenas tratamento domiciliar.

Confira o Boletim Epidemiológico detalhado abaixo:

 


Secretaria de Saúde de Ponto Novo garantiu revisão oftalmológica dos pacientes que participaram do mutirão de glaucoma


A Secretaria Municipal de Saúde de Ponto Novo garantiu nesta quinta-feira (18/02), a revisão oftalmológica dos pacientes que participaram do mutirão de glaucoma realizado na Cidade de Senhor do Bonfim. Devido a pandemia, os pacientes estavam apenas retirando os colírios sem contar com a avaliação oftalmológica.

A Clínica Oftalmodiagnose juntamente com os municípios, garantiram neste dia que os pacientes fizessem suas consultas de revisão com todos os cuidados necessários para enfrentamento da Covid-19.

Os pacientes pontonovenses foram acompanhados pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) municipal. A Secretaria de Saúde disponibilizou transporte para que os pacientes se deslocassem à consulta, além de lanches e água para todos presentes. Segundo relatos dos pacientes, os mesmos avaliaram o dia como muito produtivo e necessário para o seu bem estar.

_______
Secretaria de Saúde
Prefeitura de Ponto Novo
Governo: Mudança e Renovação
ASCOM
#MudançaeRenovação


Bahia foi 5º estado do país com mais notificações de Síndrome Congênita da Zika em 2020


No ano passado a Bahia notificou ao Ministério da Saúde 78 casos da Síndrome Congênita associada à infecção pelo vírus Zika (SCZ). O número representa 7,7% de todo o Brasil. O estado foi o 5º com o maior número e ficou atrás de São Paulo (182 notificações), Minas Gerais (140), Pernambuco (128) e Espírito Santo (107). Em todo o Brasil foram informados 1.007 crianças afetadas.

Desses 78 casos, um foi confirmado, quatro descartados e 38 foram classificados pelo Ministério da Saúde como “prováveis”, conforme mostra o boletim epidemiológico da pasta.

A síndrome pode causar diversos sintomas e sinais, como calcificações intracranianas, problemas auditivos e graves anomalias oculares, mas o mais conhecido é a microcefalia – quando um bebê apresenta diminuição do perímetro craniano ao nascer.

O Ministério informa que em 2020 nasceram 20 crianças confirmadas com SCZ. A maior parte delas está concentrada na região Sudeste (14).

Seguem sob investigação casos notificados entre 2015 e 2020. São 2.890 ainda aguardando resposta. O MS destaca que esse número representa 4% (164 casos) do total de notificações de 2015, 8% (687) de 2016, 15% (399) de 2017, 23% (404) de 2018, 42% (639) de 2019 e 59% (597) de 2020.

A Bahia ainda tem 35 casos notificados em 2020 em investigação. Espírito Santo (103), São Paulo (81), Tocantins (64) e Rio Grande do Sul (52) são os estados com os maiores índices nesse status. (Bahia Notícias)


Prefeitura de Senhor do Bonfim publica decreto instituindo toque de recolher e ampliando as ações de combate a Covid-19


Considerando o aumento do número de casos confirmados e mortes causadas pelo coronavírus em todo estado, a prefeitura de Senhor do Bonfim em conformidade com o Decreto Estadual nº 20.233 publicou nesta quinta-feira (18), o Decreto Municipal nº 170/2021, que dispõe sobre a alteração de medidas de enfrentamento e combate a Covid-19. O decreto tem validade de 7 dias a contar do dia 19 de fevereiro.

Confira os principais pontos:

• Toque de recolher em todo município, proibindo a circulação de pessoas em ruas e áreas públicas das 22: h às 05: h;

• Após o inicio do toque de recolher, será permitido apenas o deslocamento dos moradores a serviços de saúde como hospitais, em busca de atendimentos de urgência e compra de medicamentos em farmácias;

• Será permitida a circulação de servidores, funcionários e colaboradores no desempenho de suas funções, que atuem nas unidades públicas ou privadas de saúde e segurança;

Fica autorizado:

• Realização dos serviços de limpeza pública;
• Serviço de delivery de farmácia e medicamentos;
• Atividades profissionais de transporte privado de passageiros;

Ficam estabelecidos os novos horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais do município no período de 19 a 25 de fevereiro.
• As atividades do comércio em geral poderão funcionar em seu horário normal, desde que não ultrapassem o horário de 21h30m, observando as regras de higiene e proteção individual;
• Também poderão funcionar de acordo com seu horário normal de funcionamento, desde que não ultrapasse o horário das 21h30m:
a) Laboratórios de análises clínicas;
b) Clínicas e consultórios médicos e odontológicos;
c) Clínicas de Fisioterapia e Pilates;
d) Padarias; e) Mercearias, açougues e peixarias;
f) Clínicas Veterinárias, Petshops e lojas de produtos agropecuários;
g) Barbearias;
h) Salões de beleza e centros de estética;
i) Distribuidores de gás de cozinha e de água mineral.

• Poderão funcionar das 10h às 21h30m os restaurantes, pizzarias, sorveterias, hamburguerias e similares, sendo que a comercialização de bebida e comida só poderá acontecer até às 21h, devendo tais estabelecimentos fechar impreterivelmente às 21h30m;

• As lanchonetes, inclusive as que funcionam no Terminal Rodoviário de Senhor do Bonfim, poderão funcionar a partir das 6h, e, da mesma forma, a comercialização de bebida e comida só poderá acontecer até às 21h00m, devendo o estabelecimento fechar impreterivelmente às 21h30m;

• Bares, distribuidores de bebidas e similares poderão funcionar das 10h às 21h30m, com atendimento delivery ou presencial, desde que observados os protocolos de saúde, higiene. De igual modo, a comercialização de bebidas e comidas só pode ser feita até às 21h e o espaço deverá fechar pontualmente às 21h30m;

• Os clubes recreativos, quadras poliesportivas e similares poderão funcionar de 5h30h as 21h30h;

• Os postos de combustíveis poderão funcionar 24h, desde que respeitadas todas as regras de Protocolo Geral e normas sanitárias, contudo, as lojas de conveniência só poderão funcionar até às 21:30h;

• Os serviços de alimentação como entregas por sistema Delivery deverão cumprir, os itens de Protocolo Geral, e só poderão funcionar até às 21:30h, inclusive o serviço delivery de bebidas alcóolicas;

• Será permitida a realização de pedidos pelo cliente no estabelecimento até às 21:h, devendo cuidar o estabelecimento para que não haja formação de filas e aglomerações em nenhum horário de funcionamento;

• A comercialização de bebidas e comidas somente poderá ser feita até às 21:00h, não podendo o estabelecimento aceitar qualquer pedido depois deste horário. O estabelecimento, por sua vez, deverá estar fechado impreterivelmente às 21h30m, inclusive este é o horário final para retirada de pedidos no local;

• O Mercado Municipal deverá funcionar somente até às 16h, bem como os quiosques nas Feiras Livres;

• Fica expressamente proibido de abrir aos Domingos o MERCADO MUNICIPAL e os QUIOSQUES e BARRACAS da Praça Dr. José Gonçalves e da Praça Castelo Branco;

• Os canais de autoatendimento bancários estão autorizados a funcionar até às 21h30;

• Fica facultada a realização de missas, cultos e celebrações religiosas, das 7h às 21h30m, limitada à capacidade de 50% (cinquenta por cento) dos respectivos ambientes;

• As academias de ginástica e estabelecimentos similares poderão funcionar das 5:30h às 21:30h;

• Continuam suspensos os eventos esportivos (torneios, campeonatos etc) e autorizadas apenas a realização de atividades esportivas em academias de ginásticas e futebol ou “babas” nas quadras poliesportivas, atividade funcional e similares, de 5:30h as 21:30h, bem como realização de atividades físicas em piscinas das 05h30m às 21h30m;

Em caso de descumprimento das disposições contidas neste Decreto, fica o Município autorizado a aplicar as seguintes sanções:
I – para estabelecimentos comerciais:
a) Lavramento de Termo de Ocorrência contendo a infração, data, identificação do estabelecimento, entre outros;
b) Advertência verbal ou escrita, podendo o auto ser lavrado, por desrespeito ou desacato a autoridade, termo de ocorrência e/ou imputação de multa;
c) Imputação de multa no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais). Em caso de reincidência, esse valor poderá ser dobrado, até o limite de R$ 5.000,00 (cinco mil reais);
d) Interdição do estabelecimento no prazo de até 7 (sete) dias se desrespeitar os horários de funcionamento aqui previstos e cassação do Alvará de Funcionamento e Sanitário, a depender da gravidade do descumprimento.
e) No caso de o funcionário estar sabidamente contaminado, a multa deve recair contra ele e contra o dono do estabelecimento, se tiver conhecimento do fato, além do encaminhamento à Autoridade Policial em razão do cometimento de crime.

O decreto tem validade de 7 dias a contar do dia 19 de fevereiro.

ASCOM – PMSB – Governo O Novo Futuro


Boletim Epidemiológico registra 64 óbitos por covid-19


Nesta quarta-feira, (17), o boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) sobre a Covid-19 registrou 64 óbitos. Apesar das mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje. Os números tem demonstrado uma tendência de crescimento dos óbitos e de quadros clínicos mais graves, o que tem ampliado a taxa de ocupação nas UTIs.

Neste cenário, o Governo da Bahia abriu novos leitos de terapia intensiva nos municípios de Camaçari, Seabra e Barra nos últimos dias e estão previstas ampliações nas cidades de Ilhéus e Porto Seguro, em um esforço para reduzir a pressão na rede assistencial.

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 10.928, representando uma letalidade de 1,71%. Dentre os óbitos, 56,57% ocorreram no sexo masculino e 43,43% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,28% corresponderam a parda, seguidos por branca com 20,16%, preta com 14,48%, amarela com 0,59%, indígena com 0,15% e não há informação em 9,34% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 70,60%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,39%).

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.733 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) e 3.157 recuperados (+0,5%). Dos 639.227 casos confirmados desde o início da pandemia, 612.703 já são considerados recuperados e 15.596 encontram-se ativos.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.010.328 casos descartados e 146.673 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta (17). Na Bahia, 41.559 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 383.670 vacinados contra o coronavírus (Covid-19), dos quais 7.582 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta quarta (17), a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas no painel https://bi.saude.ba.gov.br/vacinacao/.

Tem se observado volume excedente de doses nos frascos das vacinas contra a Covid-19, o que possibilita a utilização de 11 e até 12 doses em apenas um frasco, assim como acontece com outras vacinas multidoses. O Ministério da Saúde emitiu uma nota que autoriza a utilização do volume excedente, desde que seja possível aspirar uma dose completa de 0,5ml de um único frasco-ampola. Desta forma, poderá ser observado que alguns municípios possuem taxa de vacinação superior a 100%.


Com 15 mil casos ativos de Covid-19 na Bahia, governador decreta toque de recolher no estado


A partir desta sexta-feira (19), ficará restrita a circulação de pessoas nas ruas e o funcionamento de serviços não essenciais após as 22h em grande parte da Bahia, exceto nas regiões oeste, de Irecê e de Jacobina, que apresentam os três menores índices de ocupação de leitos de UTI para Covid-19. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, nesta terça-feira (16), em mais uma reunião com membros da União dos Municípios da Bahia (UPB), prefeitos e técnicos das secretarias estaduais da Educação e da Saúde.
A restrição compreenderá o período das 22h às 5h. “O decreto que será publicado nesta quarta-feira (17) irá valer por sete dias e proíbe atividades comerciais não essenciais. É uma medida que precisamos tomar para conter as taxas de contágios e o número de casos ativos que hoje ultrapassam 15 mil. É uma forma de conter o avanço desse número alarmante que, se continuar crescendo, irá levar ao total colapso do sistema de saúde”, declarou o governador.
Rui afirmou ainda que, para a volta às aulas, três critérios precisam ser obedecidos: a redução do número de casos ativos, a diminuição do número de óbitos e a queda das taxas de ocupação de leitos. “Definimos que esses critérios são os requisitos mínimos necessários para que possamos ter um retorno sem colocar em risco a vida de nossos professores, pais, alunos e todos os seus familiares”, concluiu.
A declaração do governador seguiu uma apresentação de técnicos da Sesab mostrando que a Bahia alcançou uma taxa de 74% de ocupação dos leitos de UTI dedicados para atender pacientes com casos mais graves de Covid-19. “Os dados indicam um risco real de colapso do sistema de saúde e consequente aumento na mortalidade. Nesse momento, apenas medidas de distanciamento social mais severas minimizarão as altas taxas de transmissão do vírus”, explicou o secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas.
Fotos: Elói Corrêa/GOVBA
 

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia