Central Estadual de Regulação bate recorde em número de atendimentos


Com mais de 29 mil solicitações atendidas apenas
este ano, a Central Estadual de Regulação (CER) conseguiu na manhã desta
sexta-feira (22) reduzir para abaixo de mil o número de pacientes internados
que aguardavam por um procedimento, sejam eles avaliações com especialistas,
cirurgias ou exames. Na prática, isso significa que a meta de atender todas as
solicitações em até 24 horas está cada vez mais próxima, visto que a capacidade
diária é de, pelo menos, 500 pacientes.
“Esta é uma conquista importante, pois em outubro
de 2018 tínhamos até 2.200 pacientes registrados no sistema da Central. O
resultado de hoje é fruto dos investimentos realizados pelo governador Rui
Costa, com destaque para a inauguração de novos hospitais, a implantação do
serviço de desospitalização, que já atendeu mais de 1.000 pacientes, e a
determinação para que existisse uma melhoria contínua nos processos de gestão,
com a redução do tempo médio de permanência nos leitos hospitalares da rede
estadual”, afirma o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas.
Sete novos hospitais, oito policlínicas e mais de
20 mil cirurgias realizadas de forma itinerante, contemplando os 417
municípios. Esta é uma pequena amostra das ações do Governo do Estado na área
da saúde entre os anos de 2015 e 2018, cujo investimento ultrapassou a casa dos
R$ 20 bilhões em obras, serviços e recursos humanos ao longo dos anos.
Isto é resultado do esforço da Secretaria da
Saúde do Estado da Bahia (Sesab) em reduzir o custo das atividades meio e
redirecionar recursos para contratar profissionais, adquirir equipamentos e
concluir intervenções nas unidades de saúde, além de construir novos hospitais
e UPAs. Este é um cenário bem diferente de diversos estados do Brasil, onde o
subfinanciamento do Sistema Único de Saúde (SUS) e a redução de repasses
federais têm provocado o fechamento de serviços e unidades de saúde.
Ascom / Sesab