Cerca de 1.600 crianças imigrantes morreram ou desapareceram em 5 anos


Entre 2014 e 2018,
mais de 1.600 crianças migrantes morreram ou desapareceram enquando tentavam
chegar sozinhas ou com as suas famílias a um lugar seguro. Os dados são da
Organização Internacional das Migrações (OIM) em relatório divulgado nesta
sexta-feira (28).
As crianças fazem parte dos 32 mil migrantes
mortos ou desaparecidos no mesmo período, embora a OIM alerte que os dados
estejam incompletos e que o número real de vítimas seja certamente maior, em
particular entre menores, cujos casos são menos relatados do que os de adultos.