Homem ateia fogo na esposa e é detido após tentar invadir hospital


Nesta
quarta-feira (13), a Polícia Civil prendeu um homem suspeito de espancar a
esposa, atear fogo nela e impedi-la de pedir socorro. Segundo a polícia, as
agressões aconteceram porque ele exigia que a esposa confessasse uma traição.
Caso aconteceu na cidade de Água Clara, no Mato Grosso do Sul.
A
mulher foi hospitalizada no dia 9 de fevereiro. Quando o investigador de
polícia a interrogou, ela disse que queimaduras haviam acontecido em um
acidente doméstico.
A
mulher afirmou à polícia que, após ser queimada, ficou 15 horas agonizando com
a dor das queimaduras porque o homem a impedia de pedir socorro. Ela relatou
que já havia sido esfaqueada e agredida pelo autor várias vezes, relata o
delegado.
Em
seguida, o homem foi detido e segundo o delegado, estava alterado: “O
suspeito estava embriagado, em estado quase letárgico, mal conseguia
falar”, afirma. Na delegacia, ele confessou ter agredido e ateado fogo à
esposa por ciúmes, disse a autoridade.
Ele
vai responder por tortura e tentativa de feminicídio e deve permanecer na
delegacia aguardando ser encaminhado a um presídio.(RadardaBahia)