UNEB defende a importância do ensino superior público na Câmara de Vereadores de Senhor do Bonfim


O
Departamento de Educação (DEDC), Campus VII da UNEB participou ontem (30) de
uma audiência pública, na Câmara de Vereadores de Senhor do Bonfim, que teve
como objetivo abordar sobre o papel das instituições públicas de ensino
superior na cidade e no Território do Piemonte Norte do Itapicuru. Os
representantes das universidades públicas da UNEB, Univasf e IF Baiano
evidenciaram a importância social e econômica das instituições para o
desenvolvimento da população, e consequentemente, da cidade, destacando sobre
os cortes orçamentários que as instituições vêm sofrendo, que podem ocasionar
no fechamento das universidades.
O
reitor da Univasf, Julianeli Tolentino e o professor Atila Menezes frisaram
sobre os impactos econômicos positivos que a presença das universidades causa
nas cidades onde são implantadas, e que os cortes orçamentários do governo
acarretarão, inicialmente, na demissão de terceirizados e que a oferta de
alguns auxílios à comunidade acadêmica discente será prejudicada. “Nós
precisamos sensibilizar o governo federal, através de nossos representantes
políticos para que possam defender as nossas universidades públicas e os nossos
institutos federais, pois contribuímos efetivamente para o desenvolvimento de
nossas regiões”, afirmou Tolentino., O diretor geral do IF Baiano- Senhor do
Bonfim, Alaécio Ribeiro, destacou que os cortes orçamentários são um
retrocesso. “Essa é uma luta social. Precisamos fortalecer essas três
instituições que vem mudando o território. Resistiremos, e não cairemos”,
frisou Ribeiro.

Já, a diretora do DEDC VII da UNEB, Suzzana Alice Lima, abordou sobre a
relevância social da universidade e os impactos que promove em todas as cidades
onde está inserida. “Dialogamos não apenas com o nosso território, mas também
com outros territórios do entorno”, frisou. Suzzana solicitou ainda outra
audiência pública para pensar a situação da UNEB no território, por considerar
uma demanda mais extensa. “Entendemos que essa discussão precisa ser ampliada,
inclusive com os coletivos”, afirmou.

Assim,
o presidente da Câmara de Vereadores, Cleiton Vieira, atendeu a solicitação da
diretora Suzzana, e a próxima audiência pública para discutir sobre a UNEB
acontecerá no dia 12 de junho. O presidente da Câmara afirmou ainda que estará
ao lado das universidades, defendendo a educação e o ensino superior público.

Lorena Simas
Coordenadora do Núcleo de Assessoria de Comunicação (NAC- DEDC/ UNEB)