Campanha orienta povos e comunidades tradicionais para combate ao coronavírus


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), lançou uma campanha de orientações sobre o enfrentamento ao coronavírus (Covid-19) junto aos povos e comunidades tradicionais da Bahia. Dois vídeos estão sendo trabalhados, a partir deste domingo (3), como principais peças de sensibilização, contendo variadas ilustrações e explicações técnicas, incluindo diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS). O material é compartilhado com diversos grupos e lideranças dos territórios baianos.
Dentre os segmentos definidos como público-alvo estão indígenas, quilombolas, terreiros, ciganos, fundos e fechos de pasto, geraizeiros, pescadores artesanais e marisqueiras. A campanha prevê, ainda, a divulgação de cartilha digital, cards programados para redes sociais e circulação de carros de som nas comunidades.
O governo estadual orienta às lideranças e comunidades que, em caso de dúvidas, é possível baixar o aplicativo ‘Monitora Covid-19’ ou ligar gratuitamente para o Tele Coronavírus, através do número 155.
De acordo com a titular da Sepromi, Fabya Reis, a ação integra o conjunto de medidas alinhadas pelo Governo do Estado para o enfrentamento à Covid-19. “Trata-se de um esforço integrado neste momento tão delicado que vivemos, situação que agrava ainda mais as vulnerabilidades das comunidades negras e tradicionais. Suspendemos atividades para evitar aglomerações, otimizamos nosso funcionamento, da mesma forma que reforçamos a articulação institucional com órgãos estaduais e federais visando à garantia da segurança alimentar e proteção à saúde da nossa gente”, destacou.

Peças da campanha podem ser baixadas no site da Sepromi (www.sepromi.ba.gov.br).

 

……………………………………………………………………………………….

Secom  – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia